terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Post não autorizado

E o Luís Pires !? Um homem bom do Norte,
Indo da Invicta correr à Capital,
Perguntam-lhe p’la origem? Passaporte?
Contra tudo o que lhe é habitual.
Ainda barafusta, faz-se forte,
Por só q’rer conviver com o pessoal,
Mas vem o director com a chalaça
Que só “camones” têm direito à massa!

Começou o Luís a ter visões
E à sua frente “erguem-se” figuras
De cores garridas, enormes botões,
Estranhas roupagens e lentes escuras,
Nariz de bola, cor dos lampiões
E a faltar peças na dentadura.
Então, grita o Meixedo, com desdém :
“-Mas isso é maratona ou circo Chen!?”

Fernando Andrade

4 comentários:

Vitor Dias disse...

Fabuloso.
Parabéns Andrade.

1 abc

Vitor Dias

joaquim adelino disse...

Uma corrida é sempre uma corrida, no Porto ou em Lisboa, a paixão pela corrida não diverge entre o Norte e o Sul, nem existem corredores de 1º e de 2ª, nem linhágem de pretos e brancos. O que difere é a ganância que é diferente entre duas realizações que deviam ser o espelho da Nação. Em Lisboa explora-se até ao tutâno aquilo que pode ser expremido sem apêlo nem agravo deixando envergonhados os atletas portugueses perante aqueles que nos visitam, no Porto para além de todos os cuidados no apoio aos atletas(sem excepção), foi o que senti, transporte a partir de Lisboa e do Hotel para o local da prova e retorno, pasta e abastecimentos sem falhas e uma coisa muito importante, carinho e apoio sempre presente por parte da organização e apoiantes. É esta a diferença, espero que o prof. António Campos aprenda a ser mais humilde no tratamento que dá aos participantes nos eventos de que é responsável e olhe com respeito aqueles que ao longo dos anos o têm acompanhado e que são os atletas portugueses.
Apesar da "fome" por falta da pasta, e da secura aos 35 kms não vou desistir de Lisboa, acredito nas pessoas e certamente que as vozes de tantos "burros" irão chegar para abrir a cacimba que ainda vai toldando algumas mentes.
Olha João já me estendi demasiado, mas todos não somos demais se queremos que as coisas se modifiquem e que a palhaçada consiga a breve prazo vestir roupagem mais condigna com a função do verdadeiro palhaço.
Abraço

João Paulo Meixedo disse...

Amigo Joaquim: estique-se à vontade.
A casa é sua e sou eu quem agradece.
O Fernando merece e o Luís Pires também. E, já agora, o campos também, embora este último pelos piores motivos. Da próxima vez que comentar um post, se o texto for mais curto que este vou levar a mal :)
Um grande abraço.

Carlos Lopes disse...

Um feliz Natal recheado de paz. Boas entradas, um 2010 em grande. Bom Carnaval e uma Páscoa feliz. Um óptimo 25 de Abril, 1º de Maio, Dia do Pai e da Mãe. Goza bem o S. João, Santo António e todos os santos populares. Feliz aniversário e excelentes férias. Pronto, tá tudo despachado até 2011! E não te esqueças de ser feliz!