domingo, 9 de janeiro de 2011

Um dia muito especial


Hoje, na 1ª Corrida dos Reis em Gaia, tive o privilégio de lançar no atletismo amador o meu irmão mais novo. O objectivo foi simples de definir: não o largar do primeiro ao último metro e assegurar que chegaríamos ao fim antes de acabar o chá e o bolo-rei.

Dada a partida deixamos avançar a marabunta e posicionamo-nos calmamente na cauda do pelotão. Deixei o Jaime definir um ritmo que lhe fosse confortável, que na primeira parte da prova andou sempre muito próximo dos 6min/km, mas sem lá chegar.

À passagem do 6º km e após verificarmos que já não havia água para distribuir

aos atletas da cauda do pelotão o rapaz desmoralizou um pouco e passamos a rolar em torno dos 6:30 até que, à vista da placa dos 9km o meu irmão soltou um sonoro “já só falta um, é agora!” e repentinamente acelerou para um quilómetro que viria a ser realizado a 5:30. Pela primeira vez em toda a prova, começamos a ultrapassar atletas um a um, ganhando com isso cada vez mais alento.

A uns 10m da meta alcançamos o Miguel Marujo e cortamos os três a meta abraçados, num registo não oficial de 1:01:59.

Já ao cair do pano recebo a notícia de que o amigalhaço Vitor bateu o seu recorde na distância.

15 comentários:

Carlos Castro disse...

Ao que tudo indica, temos um novo atleta e... um novo treinador!
Votos de muito sucesso aos dois!

João Paulo Meixedo disse...

coitado do rapaz se está a contar comigo como treinador, ah ah ah.
Um abraço.

Novais disse...

Quem diria que é o irmão mais novo, tu é que pareces o benjamim.
Abraço

João Paulo Meixedo disse...

He he, só se for a comer e beber.
Esta semana já volto às lides.
Terça-feira lá estarei.
Aquele abraço.

Vitor Dias disse...

Biba
Mais um texto à maneira. Estou a chorar a rir com o comentário de mais um PortoRunner em cativeiro. 1 abc

João Paulo Meixedo disse...

E aquela da aceleração do meu irmão no último km? O sprint começa a ser uma imagem de marca dos Meixedos :)

Mark Velhote disse...

5 estrelas! Estiveste em grande no papel de lebre!

Temos mais 1 leão ou vais ter de mudar o nome do blog para Leões e Dragões de Kantaoui?

Abraço
Mark

PS: pena os sacanas terem falhado no abastecimento, mas a mim até me abriram a garrafa!Quanto a isto só encontro paralelo nas provas em que nos tiram os chips das sapatilhas! :D

MPaiva disse...

João,

Parabéns por teres conseguido trazer mais um ao pelotão. Sendo Meixedo é garantia de ser dos bons!

abraço
MPaiva

João Paulo Meixedo disse...

Como é que sabes que ele é dragôm, Mark? Vai ser: LeõeseDragõesRunnersdePortoelKantaoui, que é para incluir tudo.
Agora mais a sério, quanto à água, devo dizer-te que fiquei ontem com a certeza de que ela faz tanto ou mais falta aos últimos como aos primeiros. Aprende-se muito a correr na cauda do pelotão; não imaginas o esforço (nem eu imaginava até ontem) dos que correm lá atrás. Nem quero imaginar como é nas provas mais longas.
Um abraço.

João Paulo Meixedo disse...

Tkz, Miguel.
Ias rápido ontem quando nos cruzamos.
Um abração.

Fazer Amigos a Correr disse...

Parabéns ao Meixedinho!!!!
Pelo menos este não se deve meter em "futebóis"...!
Abraço

João Paulo Meixedo disse...

Nã, pá, este tem dois pés esquerdos, ah ah ah.
É mestre é no enduro, em cima de duas rodas portanto
Abraço.

joaquim adelino disse...

Aos mais velhos compete ensinar os mais novos, mesmo que seja a andar ou a acorrer. Eu como já me habituei há muito a andar cá atrás imagino o prazer que isso deu.
Agora é necessário não deixar morrer a semente, se ela murcha é o cabo dos trabalhos para voltar a desabruchar.
Um abraço.

João Paulo Meixedo disse...

Pois é, caro amigo Adelino. E serviu para outra coisa; constatei aquilo que no fundo já sabia: o pessoal que anda cá atrás a fechar o cortejo vai num esforço indescritível. São muito mais heróis do que o que corta a meta em primeiro lugar. Por isso me passo com as organizações quando não respeitam o atleta de pelotão; sem ele não haveria provas de estrada.
desta vez não havia água e chocou-me ver as pessoas a apanhar garrafas meio bebidas do chão e metê-las aos lábios.
Um abraço.

Anónimo disse...

grande João ja vi que queres matar mais um tu nem a familia perdoas, o sprint final ja faz parte , acho que devias registar .

grande abraço de outra vitima

paulo martins
leoes de kantaoui