sábado, 12 de março de 2011

Não é transcendente, não é complexo, não é irracional, bom, pelo menos é primo, e real, claro; e natural.

Toda a gente sabe como as necessidades da vida corrente exigem que, a cada momento, se façam contagens … se o homem vivesse isolado, sem vida de relação com os outros homens, a necessidade da contagem diminuiria, mas não desapareceria de todo …

Bento de Jesus Caraça

in Conceitos Fundamentais da Matemática – A contagem, operação elementar da vida individual e social


De que é que estava eu a falar? Ah, pois, já me lembro: do número 3.

3horas, 3minutos e 33segundos para fazer 33km (e meio J).

E agora vocês perguntam: o que é que o António Pinto tem a ver com a questão?

E eu returco: “qual é a semelhança entre um sacristão, uma escada e uma garrafa?”

E respondo: “entre o sacristão e a escada não há nenhuma semelhança e a garrafa é só para despistar”

Perceberam? Pois, a foto não tem nada a ver com o treino de hoje, mas nunca mais surgia um pretexto para colocar aqui esta foto do atleta português que desde sempre mais admiro*, de modo que inventei o pretexto.


*O que está ao lado dele é o António Pinto J

7 comentários:

Carlos Castro disse...

Pois tá claro!... Claro como a água! (o claro é só p'ra desoistar)!

Francamente gostei! Apareceu o pretexto... e pimba! Aqui está a fotos com dois grandes campeões (um é maior que o outro... nota-se logo...).

(o pretexto é só p'ra despistar)

Erwin Rudolf J. A. Schrodinger disse...

Paul Erdős said about Albert Einstein’s famous belief :

God may not play dice with the universe, but something strange is going on with the prime numb3rs.

"3.3 - 3- 33 - 33..."

João P. este blog incentiva aos moderadamente adictos da endorfina a prosseguir sem medo de ser feliz, com uns números a mistura a "pedrada" é a triplicar.
Bons treinos :)

João Paulo Meixedo disse...

não sei se te entendo, Carlos
ah ah ah
Um abraço

João Paulo Meixedo disse...

O Erdos era um gajo especial, ó Rudolfo, um crânio fascinante, mas um belo dum tolo :)
Aparece mais vezes.

MPaiva disse...

O grande António Pinto, homem de Amarante, que, quando questionado sobre o doping, respondeu:

- Doping??? O meu doping é o vinho verde!

abraço e continuação de bons treinos
MPaiva

Novais disse...

A diferênça de um casaco apertado juntamente com um pouco de altura faz esconder o que o outro "A.P." têm á vista e tudo porque ambos gostam de uma boa pinga.

Carlos Castro disse...

Amigo Meixedo, o que eu queria dizer é que o "pretexto" que arranjaste para publicar aquela foto foi muito bem pensado!
Qualquer coisa, mesmo uma boa dose de imaginação... é sempre um bom pretexto!
A coisa dos números... só para despistar, é disso um bom exemplo.